ASPECTOS PROCESSUAIS E PROCEDIMENTAIS DA CONVENÇÃO DA HAIA SOBRE ASPECTOS CIVIS DO SEQUESTRO INTERNACIONAL DE CRIANÇAS

Erica Guerra da Silva, Fábio da Silva Veiga

Resumen


O presente trabalho parte do problema caracterizado pela inexistência de um documento que disponha de forma pragmática sobre a aplicabilidade da Convenção da Haia sobre Aspectos Civis do Sequestro Internacional de Crianças, de 1980, no ordenamento jurídico brasileiro. Na persecução da essencialidade de se atentar para as complexidades deste problema, o trabalho tem como objetivo geral a análise no ordenamento jurídico brasileiro, à luz da doutrina e legislação, dos mecanismos de efetividade da Convenção da Haia sobre Aspectos Civis do Sequestro Internacional de Crianças, de 1980, tanto na cooperação ativa (quando a Autoridade Central brasileira solicita à Autoridade Central de outro Estado Parte a realização de procedimento civil, para o retorno de criança retirada ou retida ilicitamente) como na cooperação passiva (demonstra-se através da realização de atos públicos pela Autoridade Central brasileira, a pedido da Autoridade Central de outro Estado Parte, para a efetivação do retorno de criança vítima de sequestro internacional mantida no território nacional). Ademais, analisa-se o ordenamento jurídico espanhol à luz da legislação, dos mecanismos de efetividade da Convenção da Haia sobre Aspectos Civis do Sequestro Internacional de Crianças, de 1980.


Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


BALLESTEROS, Mónica Herranz. El Estado Candiense ante los convênios sobre proteccíon de menores de la conferencia de la haya de derecho internacioal privado. Boletín de la Faculdad de Derecho, núm. 14,1999.

BARBOZA, Júlia Zomignani. A Convenção de Haia sobre os Aspectos Civis do Sequestro Internacional de Crianças.Disponível em:http://www.jurisway.org.br/V2/dhall.asp?id_dh=7492

DOLINGER, Jacob. Direito Internacional Privado – parte Geral. 6ª ed. ampl. e atual. Rio de Janeiro: Renovar, 2001.

SIFUENTES, Mônica. Sequestro interparental: a experiência brasileira na aplicação da Convenção da Haia de 1980. Revista da SJRJ, Rio de Janeiro, n 25, 2009.

TIBURCIO, Carmen. A “Emenda Sean” e a Justiça Federal. Valor Econômico: São Paulo, 10 jun. 2010. Disponível em: www.valor.com.br/arquivo/829315/emenda-sean-e-justica-federal#ixzz3JHG0KYUz . Acesso em 16 nov. 2014

TIBURCIO, Carmen e CALMON, Guilherme (Coord.). Sequestro Internacional de Crianças, Comentários à Convenção de Haia de 1980. São Paulo: Atlas, 2014.

www.dji.com.br/codigos/1973_lei_005869_cpc/cpc0826a0838.htm. Acesso em 16 nov. 2014

www.hcch.net Acesso em 16 nov. 2014

www.ibdfam.org.br/noticias/5464/CNJ+cria+cartilha+para+magistrados+sobre+procedimentos+em+casos+de+sequestro+internacional+de+crian%C3%A7as Acesso em 16 nov. 2014

www.oas.org/juridico/spanish/firmas/b-53.html Acesso em 16 nov. 2014

www.sdh.gov.br/assuntos/adocao-e-sequestro-internacional/sequestro-internacional/comissao-permanente Acesso em 16 nov. 2014

www.stf.jus.br/convencaohaia/cms/verTexto.asp?pagina=membro Acesso em 16 nov. 2014


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2015 Cadernos de Dereito Actual




 

Cadernos de Dereito Actual

www.cadernosdedereitoactual.es

© 2013 por Xuristas en Acción.  

ISSN impreso: 2340-860X. ISSN electrónico: 2386-5229

 

Indexada en | Indexed by:

 

 

Consulta más bases de datos aquí